Bíblia, o Livro dos livros

Todos nós sabemos – e creio que as Igrejas estão mobilizadas – que neste segundo domingo de dezembro, comemoramos o Dia da Bíblia. Diante dos momentos difíceis e de grandes desafios que o Brasil atravessa, pergunta-se: há o que comemorar? Diríamos que sim. Afinal, enquanto no Topo das obras literárias, o Livro Vermelho de Mao-Tsé-Tung vendeu 820 milhões de exemplares; Harry Potter, 400 milhões; (a série toda); seguidos de O Alquimista, O Código Da Vinci, que venderam menos, a BÍBLIA SAGRADA registra 3.9 BILHÕES DE EXEMPLARES VENDIDOS, constituindo-se o Livro mais lido, mais traduzido e o mais perseguido no mundo.

Porém, apesar dos números animadores, não podemos cochilar. Refletindo sobre esse tema, gostaria de compartilhar com os amados pastores de algo que Deus tem ministrado ao nosso Coração. Como vereador e deputado estadual, realizamos sessões solenes, propomos a criação do Espaço da Bíblia, criamos Leis para manter Bíblias em versão de texto, braile e áudio nas Bibliotecas Públicas entre outras ações. Mas ainda nos falta uma política mais vigorosa de inclusão do exemplar da Bíblia nas bibliotecas públicas, tanto as municipais e universitárias quanto as escolares e comunitárias. Paralelo a esta iniciativa, há de se romper com a perseguição à leitura bíblica sob o argumento de que o estado brasileiro é laico. Sim, é laico mas não é oficialmente ateu ou anti-religioso.

Creio que as Igrejas devem não só fomentar a leitura da Bíblia entre seus próprios membros, e, principalmente as crianças – promovendo teatros, musicais, palestras jogos, guias de estudo, trabalhos, quebra-cabeças, entre outros – mas também criar um Plano de Leitura Bíblica que assegure o acesso das pessoas da comunidade à Bíblia nas dependências da Igreja e nas redes sociais. Sem nos esquecer da extrema necessidade de se promover o incentivo à leitura bíblica dentro dos lares, porque a família tem papel imprescindível na formação dos valores dos filhos. É na Palavra que vão aprender sobre o amor incondicional, a bondade, a honestidade, a justiça, a solidariedade, o respeito, a tolerância.

Que as Igrejas estejam engajadas nas comemorações deste dia tão importante para a humanidade, em que se enfatiza a importância dos princípios bíblicos para a vida. Que estejamos orando, jejuando, intercedendo e realizando ações que garantam a livre disseminação da Bíblia e a sua inserção em meio à sociedade.

Deixe um Comentário

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>